Governo abre cadastro para voluntários no Rio Grande do Sul e mobiliza Brasil contra fake news

Foto: GOV.
Produção de mentiras atrapalha socorro ao Rio Grande do Sul e Secom abre canal de diálogo com voluntários digitais da informação

A circulação massiva de conteúdos falsos têm prejudicado as operações para salvar vidas e reconstruir o Rio Grande do Sul. De olho nesse cenário, o governo federal abriu um canal de diálogo direto com a sociedade. A campanha “Seja um voluntário digital da informação” tem o objetivo de criar uma rede de mobilizadores em todo o território nacional para combater fake news. (Clique aqui para se inscrever!)

De acordo com o ministro-chefe da Secretaria de Comunicação Social da Presidência da República (Secom/PR), Paulo Pimenta, as pessoas poderão se cadastrar para receber informações e enviar denúncias. “Todo o material recebido será encaminhado para a apuração e responsabilização dos autores e propagadores de mentiras.”

O ministro salienta que existe um movimento coordenado de produção de desinformação sobre a catástrofe climática que assola o povo gaúcho. “Estamos falando de vidas humanas, de uma sociedade exposta a uma calamidade dramática. É inadmissível que mensagens que espalham pânico e falácias comprometam toda a organização e a comunicação”, assevera.

A secretária Nacional de Estratégia e Redes da Secom/PR, Brunna Rosa, destaca que o cadastro de voluntários é a base de um movimento permanente no âmbito do governo para enfrentar a desinformação. “É uma produção de mentiras em escala industrial e organizada, que precisa ser desmontada. Além de aplicar golpes, as narrativas visam desacreditar instituições e reputações, gerando um clima de instabilidade. Um verdadeiro desserviço à sociedade e à democracia”.

Esforço conjunto – Além de identificar e acionar na justiça os responsáveis ​​pela divulgação de notícias falsas, o governo federal abriu diálogo com as plataformas digitais para solicitar a retirada de conteúdos que desinformam a população e reivindicar direito de resposta e indenização por dano moral e coletivo.

#BrasilContraFake – O cadastro de voluntários digitais integra a plataforma Brasil Contra Fake, dedicada a informar sobre políticas públicas que estão sendo alvo de desinformação.

Comunicações e Transparência Pública
Informações: GOV.

Um comentário

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.