CTB: 1° de Maio de luta e de renovação da unidade pela reconstrução do país

São Paulo, SP. 1º de maio de 2024. Neo química arena. Foto: Roberto Parizotti.

“Este 1° de Maio é para celebrar a luta da classe trabalhadora e renovar a unidade pela reconstrução do país”, afirmou o presidente da CTB Nacional, Adilson Araújo, durante o ato da CTB junto com as demais centrais do Dia do Trabalhador e da Trabalhadora, na Neo Química Arena, em São Paulo (SP).

Pelo palco da atividade passaram diversas lideranças políticas e sociais, ministros de Estado, parlamentares e o presidente Luiz Inácio Lula da Silva, que discursou sobre o trabalho realizado pelo seu governo em um ano e cinco meses e os ganhos para o povo neste período.

Para o presidente nacional da CTB este “1º de Maio é um marco importante para a vida da classe trabalhadora um momento para refletir sobre a luta no último período e os efeitos da malfadada deforma trabalhista, reforma da previdência, o processo de terceirização e agora a uberização. Esta última que tem carinha de moderna mas oferece à classe trabalhadora jornadas abusivas que remetem ao trabalho análogo à escravidão”, ressaltou Araújo.

Segundo ele, a vitória do presidente Lula em 2022 representa um ponto de virada para barrar a escalada de ataques aos direitos sociais e trabalhistas desde 2016 e abre caminho para um processo de reconstrução. Todavia essa reconstrução cobra de nós muita mobilização, pois mesmo com a vitória de Lula, temos um Congresso Nacional que atua diuturnamente contra a classe trabalhadora e a luta permanente é fundamental para fazer avançar um projeto que dê conta dos anseios do povo do nosso país”.

Muito para comemorar

Presente no ato, o deputado federal Guilherme Boulos (PSOL/SP) listou diversas conquistas e destacou que esse 1º de Maio é uma data também para São Paulo celebrar. “Aqui em São Paulo, esse 1º de Maio é uma data para se comemorar a aprovação da construção de mais uma universidade federal, agora na Zona Leste de nossa cidade. Uma ação importante e que beneficiará toda a população da região”, afirmou Boulos.

O deputado federal ainda destacou que “esse é o 1º de Maio que podemos comemorar a retirada de mais de 8 milhões da extrema pobreza. Esse é o 1º de Maio que podemos comemorar o menor índice de desemprego desde 2014. Nesse 1º de Maio podemos comemorar a Lei de Igualdade Salarial. É neste 1º de Maio que comemoramos a volta do PAC, do Minha Casa Minha Vida, do Mais Médicos, do Farmácia Popular I e dos programas sociais que foram destruídos pelas gestões Michel Temer e Jair Bolsonaro”, listou.

Boulos ainda ressaltou que “tudo isso não foi por sorte. O Brasil melhorou quando em 2022 nós tiramos, pelo voto, o pior presidente que já passou pelo Palácio do Planalto [Jair Bolsonaro]. E é por isso que precisamos ficar alertas, pois o lado lá atua para que o Brasil ande para trás. Inventam mentiras contra o governo Lula, e precisamos denunciar isso”, finalizou.

Fotos: Sintaema/Guilherme Gandolfi

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.